sábado, 29 de outubro de 2016

Acervo fotográfico da gestão do prefeito Arlindo Rochembach (1973-1976)


Arlindo Rochembach tornou-se o quinto prefeito de Bituruna em 1972, após uma eleição peculiar que, em virtude das regras da época, rendeu a vitória ao segundo mais votado. Carlos Bernardo Roveda (ARENA) foi o mais votado, recebendo 1180 votos, mas não foi o vencedor. Os outros candidatos, Arlindo Rochembach (MDB 1) e Guerino Leonardi (MDB 2), receberam, respectivamente, 852 e 647 sufrágios. Juntos, os dois candidatos obtiveram, portanto, 1.499 votos e, segundo a legislação da época, isso garantiu a vitória ao MDB ou, para ser mais preciso, a Arlindo Rochembach (mais votado da legenda medebista). 

Os registros do mandato de Arlindo, assim como de seus antecessores, são escassos e raros. No entanto tivemos acesso ao acervo particular da Família Rochembach, disponibilizado pela filha do ex-prefeito, Lucila Claus. Confira a seguir...

Cerimônia de posse, em 1973: à direita o prefeito que deixava o cargo, Farid Abrahão. Ao seu lado, Arlindo Rochembach, o prefeito que assumia o cargo.

sábado, 8 de outubro de 2016

Um pouco sobre as 17 eleições para prefeito realizadas em Bituruna desde 1955

No último domingo, 02 de outubro, 10.523 eleitores foram às urnas para escolher prefeito e vereadores que vão administrar Bituruna a partir de 2.017. O resultado apurado logo após o encerramento da votação indicou a vitória de Claudinei de Paula Castilho(PSDB), o “Neguinho da Escotel”, e Rodrigo Marcante, que receberam 5.519 (56,87%) votos. O candidato da oposição, Vilmar Isoton (PMDB), obteve 4.185 votos (43,13%). Parece pouco, mas a diferença de 1.334 votos - ou 13,74% - é bem significativa, quando comparada a outros pleitos eleitorais para prefeito.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Quando o transporte escolar era a cavalo...



No registro fotográfico acima, enviado pelo colaborador e amigo Gerson Leite, as jovens Noely Dóro e (possivelmente) Maria Lotoski parecem estar se divertindo na tarde de algum domingo da década de 60 ou 70. Apenas parece... Na verdade as duas professoras foram fotografadas quando se dirigiam, a cavalo, para a Comunidade do Engano, onde lecionavam na escola municipal. Esta era a rotina de boa parte das professoras: chegar à escola a cavalo, trabalhar em uma classe multisseriada (todos as séries juntos, na mesma sala), limpar a escola, fazer merenda, cuidar da horta, etc... Tudo isso sem hora-atividade... Felizmente, para o bem da educação, as coisas melhoraram nos últimos anos, mas sabemos, há muito a ser feito ainda. Nas demais fotos do mesmo colaborador, professores e professoras de Bituruna durante confraternização nos anos 70...






quinta-feira, 14 de julho de 2016

Quem são eles (III)?

Ele já foi prefeito de Bituruna... Quem é belo casal da foto abaixo?


Referência:

Acervo da Família Avelino Roveda.